Gente que veio, gostou e sempre que pode dá uma passadinha por aqui

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

257) Vida afora

Foto Lugoca



Ela sonhou acordada vida afora,
nunca soube se ficava ou ia embora,
acreditava que fazer o que se diz revigora,
tinha medo de perder o aqui e agora,
sabia que a verdade sempre aflora,
que injustiça não tem hora,
mas que o tempo não demora
e é impiedoso com quem chora.






2 comentários:

  1. Saudade da minha primucha! Nem respondi ao seu comentário no meu blog! Sorry! Este final de ano está drenando a última molécula de glicose dos meus neurônios, rsrsrs! Apesar desta esclerose que se abate sobre sua pobre prima, ela não se esquece nunquinha de você! Te amo, lindinha! Beijo!

    ResponderExcluir

Eu gosto muito que você comente!