Gente que veio, gostou e sempre que pode dá uma passadinha por aqui

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

348) Mil

A caminho de Casa Branca, distrito de Brumadinho (MG) - Foto Lugoca
Foto Lugoca

Quando divido,
me multiplico.




15 comentários:

  1. Adoro o simples... simples lindo... grande!

    ResponderExcluir
  2. E faz tudo se multiplicar de uma pequena frase.
    Muito belo!

    ResponderExcluir
  3. E não é a grande verdade da vida?!!!
    Bjs minha amiga querida.

    ResponderExcluir
  4. Só pra gastar um mucadim de assunto.
    Sobre a música cajuína que a gente tão lindamente escuta enquanto te visita:

    Em Cajuina, o magistral Caetano Veloso, expressa a sua dor e reflexão, diante da morte do amigo e idealizador da Tropicália, o poeta piauiense Torquto Neto. Torquato Neto, nacionalista, revolucionário, visionário que fez a cabeça dessa geração tropicalista, Chico, Caetano, Gil, e tantos outros. Depois, cai em solidão profunda, aventura-se no cinema novo com Glauber Rocha e, após ver todos so seus amigos exilados, excreve um bilhete após ver a carnavalização em Holywood com Carmem Miranda,portuguesa, se passando por brasileira(tropicalista) com a cabeça cheia de frutas tropicais, escreve um bilhete, “morri porque caiu um abacaxi na cabeça do meu pau” e liga as troneiras de gás no Rio e suicida-se.
    O intelectual e ativista cultural, Torquato Neto, há muito não falava com Caetano, este vai a Teresina por ocasião do seu enterro e faz essa música. Existirmos… uma reflexão ” viver pra quê? a que se destina?…”
    agradece a Torquato por ter lhe dado a rosa pequenina, (cultura)ou conhecimento. o poeta magro como todos os tropicalistas da época” apenas a matéria vida era tão fina”. Lembranças e reminiscencias de um passado não muito distante que agora se avoluma com a morte do amigo.
    E ele compara seu olhar cristalino e puro com a Cajuína. Bebida original do Piauí que caracteriza-se por ser a “essencia”, o”supra-sumo” da pureza do caju. Um elemento nordestino, puro, resistente, cristalino que não se turva.
    è por aí.
    Edson Gallo

    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Cajuína
    Caetano Veloso

    Existirmos: a que será que se destina?
    Pois quando tu me deste a rosa pequenina
    Vi que és um homem lindo e que se acaso a sina
    Do menino infeliz não se nos ilumina
    Tampouco turva-se a lágrima nordestina
    Apenas a matéria vida era tão fina
    E éramos olharmo-nos intacta retina
    A cajuína cristalina em Teresina.

    Para cada um de vocês que deixa um toque carinhoso aqui, em especial para a Fátima, queridíssima, que me visita com carinho há alguns anos e brilha no "Viver é afinar o instrumento", blog lindo, que traz tudo do melhor sobre música.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Olá Luisana,

    Tudo bem?
    Lembra-se de mim? Sou sobrinha da Marisa, Idênia.
    Estava navegando por aí, quando me deparei com seu blog.
    Fiquei fascinada com tanta sensibilidade e delicadeza!
    Parabéns pelas lindas fotos e pela "escritura" tão calorosa.

    Um forte abraço saudoso!

    Idênia

    "Há escalas de linguagem somente destinadas a nos fazer-nos felizes nos aspectos diversos dos seres" (Maria Gabriela Llansol)

    ResponderExcluir
  7. POucas palavras, pensamento grande que só as pessoas enormes entendem.

    Lu! Que bom que vc apareceu!
    Saudades!
    Aproveito para compartilhar uma novidade, lancei hoje, junto com uma amiga jornalista, o blog Tesão de Viver, lá, falaremos sobre os pequenos prazeres da vida, daquilo que nos tira dessa rotina doida que a gente leva.
    Qndo puder,nos visite: http://tesaodeviver.blogspot.com/

    bjãO... não suma mais!

    ResponderExcluir
  8. Olá Lu,sou professora,conheci seu blog através de uma amiga, gostaria de fazer um pedido para que me ajude indo no link abaixo e deixando um recadinho.Estou concorrendo com o meu texto:"Transformando um Sonho em Realidade" no concurso Educação Nota 10 do Globo.
    A seleção acontecerá agora no dia 30/01/2012.
    Por favor, visite o link e deixe um comentário por lá.
    Será que vc pode me dar uma força?
    Conto com a sua ajuda!
    Qualquer problema, postei também o link no post do meu blog, é só ir lá e clicar (http://ler-com-prazer.blogspot.com).
    Obrigada!Paz e Luz!
    Esse é o link:
    http://www.educacao10.syncmobile.com.br/?p=576

    ResponderExcluir
  9. vamos multiplicar essas postagens....entro aqui e vc ainda está em janeiro?
    adoro entrar aqui e ver que você postou....beijos...!!
    Bella

    ResponderExcluir
  10. Tava fazendo uma visitinha e gostei dmais dos seus textos...mas um me chamou atenção..queria publicar no meu blog com os devidos méritos, claro!;)
    Me permites?
    abraços!!
    Ahh a música de minha Teresina...linda música...*---*

    ResponderExcluir
  11. E a multiplicação que fazes é tão real, que há um pedaço de ti, aqui, em mim. Amizade é algo que quanto mais oferecemos mais temos a oferecer, não é?
    Bjo e luz pra ti, querida muito querida amiga.

    ResponderExcluir
  12. Toda uma filosofia de vida em tão poucas palavras...
    Excelente, Lu!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  13. Lu
    tudo na medida... o muito no pouco, o proximo no horizonte...
    o completo se preencher no vazio.
    Bjinhos

    ResponderExcluir

Eu gosto muito que você comente!