Gente que veio, gostou e sempre que pode dá uma passadinha por aqui

domingo, 18 de setembro de 2011

345) Digital


Em Gramado, na Serra Gaúcha (RS) - Foto LugocaFoto Lugoca


Eu sempre quis
uma verdade leve,
que rasgasse
estradas e mapas
e desfizesse dúvidas,
pra não deixar resquícios
do que não fosse bom.
Algo que parecesse flores
ou as cores todas de que gosto,
pra distribuir ao mundo
e conquistá-lo por inteiro.
Sem máscaras.
Conquista possível,
em que as minhas marcas,
de riso e dor,
abrissem caminho,
feito digital,
feito verdade leve.



 

15 comentários:

  1. Ahh, Lu! Que texto emocionante e lindo! Verdades leves e inteiras. Ás vezes o que parece tão simples para alguns, pode ser uma impossibilidade para outros. Mas o que desejamos tende a um dia, concretizar-se, então continue a desejar verdades leves, minha querida muito querida amiga.
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. Lu,
    Pode crer que vai deixando a sua marca. Inconfundível, por sinal!

    Beijo :)

    ResponderExcluir
  3. Lu, a foto como sempre maravilhosa.
    Quanto ao texto... confesso que os comentários acima são mais que suficientes e expressam o que penso também...; não estou bem para analisar um texto...creio que caminho num mundo paralelo... pois seu texto é claro... e fiquei a me questionar pq sentir uma fina dor por trás das palavras... (será minha ou sua?)... Estava com saudades de teus escritos, menina LU. bjs fraternos!!! PAZ & LUZ.

    ResponderExcluir
  4. Isso é tão bom Lu.
    “Uma verdade leve”.
    Amei teu poema amada.
    Beijinho e feliz primavera

    ResponderExcluir
  5. Lu! Linda!

    Eu quero e prefiro a verdade leve... Que lindo seu texto, deixou um quentinho bom aqui, acolheder, cheio de suspiros e leve, flutuantemente leve.

    Um bjãO
    ah! O jornalismo tá me deixando doida, mas viciei, ñ há como voltar rsrs estou amando e, de quebra, olha que notícia boa, seremos colegas de profissão :)

    Abraço apertado, o máximo que vc possa aguentar ;)

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu...!

    Como a verdade liberta nosso alma, como ela é pura e sem manchas. A verdade é como um remédio, que doi na hora, mas depois cura.
    Que sua verdade seja sempre marcada por beleza, alegria e poesias!

    Beijos
    Ana

    ResponderExcluir
  7. Por onde andas, amada?
    Espero que estejas muito bem!
    Saudade de ti.
    Bjo e paz em teu caminho inteiro.

    ResponderExcluir
  8. Adorei seu texto como o próprio elenca em seu texto é uma verdade...Parabéns

    ResponderExcluir
  9. Lu, como estás? Sinto sua falta e dos teus escritos. Deus a guarde e abençoe. bjs e um terno abraço.

    ResponderExcluir
  10. Desejo felicidade,
    prosperidade, saúde,
    realizações, paz e tudo
    de melhor para você e toda
    a sua família nestas festas.

    Feliz Natal! Feliz Ano Novo!

    Bjs.

    ResponderExcluir
  11. É, acho que essas verdades a gente encontra quanto vive com amor, em Deus, na vida, e quando a gente tem um amor do lado também. Espero que encontre isso a cada dia. Abraço.

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga, passo para desejar todo o amor, paz e harmonia não somente no 25 de dezembro, mas ao longo de tua vida.
    És muito importante pra mim!
    Beijo e sorrisos pra ti, Lu.

    ResponderExcluir
  13. Lu, estou sentindo imensas saudades de ti e de teus poemas. Torço para que estejas bem.
    Desejo-te tudo de bom e bem!!!
    Deus te abençoe em tudo.

    Não tardes a voltar para nós! E, sabes que podes contar conosco. bjss

    ResponderExcluir

Eu gosto muito que você comente!